quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Mais um candidato a milionário???

Ex-deputado pedia donativos a empreiteiros
Jornal de Notícias. 30 de Dezembro de 2009. por Nelson Morais

Carlos Lopes, do PS, é suspeito de crimes de corrupção e financiamento partidário ilegal.

O ex-deputado do PS Carlos Lopes é arguido por suspeita de crimes de corrupção e financiamento partidário ilegal, cometidos, presumivelmente, na angariação de donativos de construtores, nas autárquicas de 2005. (…) (para ler a notícia completa faça clique aqui)

NOTA: E quando será realizado o julgamento do deputado António Preto, que estava marcado para Outubro de 2009? O de Carlos Lopes também ficará adiado para as calendas? Mas desde quando a lei deixou de ser aplicada a todos os cidadãos? Parece que agora irá passar a ser geral, será que sim?

14 comentários:

FRezende disse...

Meu Caro João:
Isto não é um desafio, mas um pedido:
Conseguirás vislumbrar a existência de um político honesto e íntegro para trazeres ao teu Blogue?
Missão difícil, mas será impossível? Talvez o seja.

A. João Soares disse...

Caro Rezende,

Procuro ser optimista e sempre que conheço algo de muito positivo trago aqui para alimentar a esperança em dias melhores. Normalmente trata-se de gente jovem, estudantes ou investigadores. De políticos nada conheço de de bom, acima da média. Porém, não descarto a hipóteses disso vir a acontecer e quando me refiro aos defeitos vulgares dos políticos, costumo acrescentar «salvo eventuais excepções», não vá algum considerar.se ofendido. Mas da ideia do livro de Gil Vicente poderá retirar-se da comparação das duas personagens «todo o mundo» é ladrão e «ninguém» é honesto.
Mas, se a política não fosse uma actividade compensadora eles não se «venderiam por qualquer preço» para obter o tacho, não se sacrificariam tanto nas campanhas eleitorais.

Um abraço e Bom Ano 2010, que traga algum prazer, já que o 2009 foi um sucessivo apertar do cinto.
João

Mariazita disse...

OBRIGADA, QUERIDO AMIGO, PELOS LINDOS VOTOS EXPRESSOS NA MINHA "CASA."
RETRIBUO, DESEJANDO QUE DEUS LHE DÊ EM DOBRO TUDO O QUE ME DESEJA.
ÓPTIMA PASSAGEM DE ANO E FELIZ 2010.

BEIJINHOS
MARIAZITA

A. João Soares disse...

Querida Mariazita,

Muito obrigado pela sua atenção. Espero que se encontre totalmente recuperada dos incómodos de saúde e que 2010 lhe traga saúde, boa disposição e tudo o que mais desejar.

Beijos para si e um abraço para o Eurico
João

Maria Letra disse...

Bom dia, João Soares.
Embora de novo doente e, portanto, serei breve no meu comentário, esta notícia - que desconhecia porque não tenho visto os jornais - vem dar mais um golpe na revolta já existente nos portugueses que, como eu, LUTAM DIARIAMENTE, PARA QUE A ESPERANÇA NÃO MORRA.
Grandes odesgraçados os que, sabendo do quanto sofrem milhões de Portugueses, se dão ao escandaloso luxo de proceder desta forma. Mas ainda haverá mais, meu amigo, ainda haverá mais, INFELIZMENTE.
Um grande abraço.

Manuela Araújo disse...

Caro João Soares

Muito obrigada pelos votos e pelas belas palavras que deixou lá no blogue Sustentabilidade É Acção.

Espero que tenha um excelente ano novo, e que 2010 seja um ano bem melhor que 2009.
Um abraço

Pena disse...

Estimado e Simpático Amigo Valioso:
Admiro o seu sentido de justiça. É franco. Incisivo Defensor do sentimento democrático de Abril.
Depois deste DIVINAL Post só posso dizer: PARABÉNS!
Um Excelente 2010 no companhia da família.
Abraço forte de uma amizade sincera.
Que o Novo Ano traga felicidades e alegria.
Com um imenso respeito.
Sempre a admirá-lo.

pena

Bem-Haja, fabuloso Amigo!
Tudo de maravilhoso na sua vida.

O Guardião disse...

Tudo boa gente, e se querem saber, eles até se convencem que enriqueceram por via do trabalho!...
Que o Ano de 2010 nos traga menos "habilidosos".
Cumps

JL

A. João Soares disse...

Caro Guardião,

Mas não tenha dúvidas que é pelo trabalho que enriquecem!
Quando fui aluno do Prof Manuel Jacinto Nunes, pessoa que muito admiro, aprendi que trabalho é um esforço penoso para produzir bens. Ora se eles enriqueceram é porque o esforço penosos que fizeram era trabalho. Pode não ter sido trabalho honesto ou legal!!! Na sua actividade, os ladrões e os vigaristas também exercem trabalho e, por vezes, muito arriscado, face à reacção das vítimas ou da polícia.
E esta? Há sempre argumentos para qualquer coisa e para o seu contrário!!!
Quando à parte final do seu comentário, duvido que passe a haver menos «habilidosos», porque a justiça parece estar a ficar atenta. Mas ainda não há ninguém condenado e os processos continuam a andar devagar até chegarem à meta das prescrições e dos arquivamentos.
As pressões são muitas, poderosos e convincentes (com ameaças). Olhe o caso do Juiz Rui Teixeira e do juiz de Aveiro que mexeu nas escutas. Estão sob a mão pesada de Noronha do Nascimento.

Desejo um Bom Ano para si e os seus familiares
João
Abraço

azurara disse...

Votos de um Feliz Ano Novo.

A. João Soares disse...

Querida Mizita,

Desejo que se restabeleça para entrar bem no 2010. E que nos próximos tempos se mantenha com saúde. Não gosto das notícias que envia com demasiada frequência, é preciso tratar-se de forma eficaz. Queremos sabê-la com boa saúde. Dê agora prioridade à sua recuperação.

Beijos
João

Luis disse...

Caro João,
Realmente entrou a moda de se branquear os delitos dos políticos e não só... Por isso não percebo porque há tribunais ou estes só servem para os pequenos delitos?
Um abraço amigo.

A. João Soares disse...

Caro Pena,

Obrigado pelas palavras de estímulo. Volte mais vezes e, perante os 1954 posts aqui publicados dê a sua opinião para melhorarmos o nosso trabalho em 2010. As opiniões e sugestões dos nossos comentadores são uma ajuda que apreciamos.
Bem haja. Tenha um óptimo 2010.

Abraço
João

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Nem para os pequenos delitos!!! Anada muita gente a repetir os seus crimes porque não foi devidamente condenada nos anteriores. Uma vendedora de feira já foi apanhada mais de 40 vezes a conduzir sem carta, o que leva a perguntar onde está o efeito preventivo e dissuasor da Justiça, da Lei e da Ordem???
Continuam os homicídios nas estradas, pergunta-se o que se espera, se tais crimes são tratados como uma mera infracção ao código, ou nem tanto?

Parece um País de fantasia, de ilusões, e desorganização completa, de tal forma esférico que parece não ter ponta por onde se pegue.

Um abraço
João