domingo, 8 de março de 2009

«Medicamentos» naturais

Os alimentos a seguir indicados, por segredo da Natureza, têm aspectos semelhantes aos dos órgãos do corpo humano que protegem. Merecem por isso, alguma atenção porque o seu consumo traz benefícios à saúde. E esta depende daquilo que comemos.

Uma fatia de cenoura parece um olho humano. A pupila, íris e linhas raiadas são semelhantes ao olho humano... e SIM, a ciência agora mostra que a cenoura fortalece a circulação sanguínea e o funcionamento dos olhos.

Um tomate tem quatro câmaras e é vermelho. O coração é vermelho e tem quatro câmaras, duas aurículas e dois ventrículos. Toda a investigação mostra que o tomate é de facto um puro alimento para o coração e circulação sanguínea.

As uvas crescem em cacho que tem a forma do coração. Cada uva assemelha-se a uma célula sanguínea e toda a investigação hoje em dia mostra que as uvas são também um alimento profundamente vitalizador para o coração e o sangue.

Uma noz parece um pequeno cérebro, com hemisférios esquerdo e direito, cerebelos superiores e inferiores. Até as rugas e folhos de uma noz são semelhantes ao neo-cortex. Agora sabemos que as nozes ajudam a desenvolver mais de 3 dúzias de neurotransmissores para o funcionamento do cérebro.

Os feijões, na sua forma, são exactamente idênticos aos rins humanos e, realmente curam e ajudam a manter a função renal.

O aipo, bok choy, ruibarbo e outros são idênticos a ossos. Estes alimentos atingem especificamente a solidez dos ossos. Os ossos são compostos por 23% de sódio e estes alimentos têm 23% de sódio. Se não tiver sódio suficiente na sua dieta o organismo retira sódio aos ossos, deixando-os fracos. Estes alimentos reabastecem as necessidades do esqueleto.

Berinjelas, abacates e peras ajudam à saúde e funcionamento do ventre e do útero – eles são parecidos com estes órgãos. Actualmente a investigação mostra que quando uma mulher come um abacate por semana, equilibra as hormonas, não acumula gordura indesejada na gravidez e previne cancros do colo do útero. E, curiosamente, um abacate demora exactamente 9 meses para desenvolver desde a flor ao fruto. Existem mais de 14 000 componentes químicos fotolíticos em cada um destes alimentos mas a ciência moderna apenas estudou e nomeou cerca de 141.

Figos são cheios de sementes estão pendurados aos pares quando crescem. Os figos aumentam a mobilidade e a quantidade do esperma, pelo que ajudam a ultrapassar a esterilidade masculina.

As batatas doces são idênticas ao pâncreas e, de facto, equilibram o índice glicémico de diabéticos.

As azeitonas ajudam a saúde e o funcionamento dos ovários.

Toranjas, laranjas e outros citrinos assemelham-se a glândulas mamárias e realmente ajudam à saúde das mamas e à circulação linfática, dentro e fora das mamas.

As cebolas parecem células do corpo. A investigação actual mostra que a cebola ajuda a limpar materiais excedentes de todas as células corporais. Até produzem lágrimas que lavam as camadas epiteliais dos olhos.

3 comentários:

Mariazita disse...

Caro amigo João
Venho agradecer a visita que fez a minha Casa, e respectivo comentário.
Não tive possibilidade de agradecer ontem porque passei o dia fora e regressei a casa bastante tarde.
Fica aqui e agora o meu Obrigada.

Este seu post é muito interessante, já que chama a atenção para um aspecto muito importante - os cuidados a ter com a saúde, através duma alimentação saudável.

Até sempre.

Beijinhos
Mariazita

A. João Soares disse...

Cara Amiga Mariazita,
Agradeço ter sublinhado a frase que constitui o cerne do post.
O que se come e o que se pensa são dois poderosos factores da nossa saúde física e mental. A higiene física e mental são coisas a não descurar.
Beijos
João Soares

Maria Letra disse...

Como grande defensora da alimentação natural (dentro do possível, porque já nem sabemos o que é, na verdade, natural), li este seu artigo com duplo interesse. O 1.º porque fala das vantagens de incluirmos, diariamente, na nossa alimentação, as frutas, os legumes e as leguminosas e o 2.º porque achei curiosissima a semelhança feita entre esses produtos e os nossos orgãos, coisa que desconhecia em absoluto.
Obrigada, João Soares