domingo, 10 de agosto de 2008

Ninguém se cruza por acaso

As pessoas entram na tua vida,
- por uma razão,
- por uma estação ou
- por uma vida inteira.

Quando perceberes porque motivo é, vais saber o que fazer com cada pessoa.

Quando alguém está na tua vida por uma razão
... é, geralmente, para suprir uma necessidade que tu demonstraste.
Elas vêm para ajudar em dificuldades, dar apoio e orientação, ajudar, física, emocional ou espiritualmente.
Elas poderão parecer dádiva de Deus, e são!!!
Elas estão lá pela razão de que precisas que estejam lá.
Depois, sem nenhuma atitude errada da tua parte ou numa hora inconveniente, essa pessoa vai dizer ou fazer algo que leve a relação a um final.
. Às vezes… essas pessoas morrem.
. Às vezes… elas simplesmente se vão.
. Às vezes… elas agem e forçam-te a tomares uma posição.
O que devemos entender é que as nossas necessidades foram atendidas, os nossos desejos satisfeitos e o trabalho delas foi feito. As tuas orações foram atendidas. E agora, é tempo de ir.

Quando pessoas entram nas nossas vidas por uma estação
... é porque chegou a tua vez de dividir, crescer e aprender.
Elas trazem-te a experiência da paz, ou fazem-te rir.
Elas poderão ensinar-te algo que nunca fizeste.
Elas, geralmente, dão uma quantidade enorme de prazer.
Acredita!!! é real!!! Mas, somente, por uma estação.

Relacionamentos de uma vida inteira
... ensinam lições para a vida inteira. coisas que deves construir para teres uma formação emocional sólida.
A tua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa e pores em prática o que aprendeste em todos os outros relacionamentos e áreas da tua vida.
É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente.

Ensinar-te-ão:
. trabalha como se não precisasses do dinheiro.
. ama como se nunca tivesses sido magoado.
. dança como se ninguém estivesse a ver.
. o maior risco da vida é não fazer nada.

De autor desconhecido. Retirado de um anexo .pps recebido por e-mail

4 comentários:

Paula Marques disse...

Gostei de "passear" pelo seu blog e de ler o que escreve, parece que ainda há alguém que pensa como eu!!

Felicidades

A. João Soares disse...

Paula Marques,
Obrigada pela sua visita. Apareça sempre. Um blog é uma ferramenta para comunicar e trocar ideias, pelo que é agradável ter visitantes que deixem a sua opinião, mesmo que seja diferente da exposta no post.
Abraço
João

FRezende disse...

Gostei, o texto do pps está muito bem aproveitado para este post.
E seja por uma razão, seja por uma estação, seja por uma vida inteira, o certo é que ela entrou em nossa vida, o que essa entrada vai fazer muito depende de nós próprios.
Aceitando, placidamente e sem espírito analítico e crítico, pode ser o desastre. Na situação contrária pode ser a Felicidade, o Amor, a Amizade, uma Aprendizagem de vida.
Que belo Tema para ser tratado por um Bom Escritor.
Parabéns João por este teu post.
FRezende

A. João Soares disse...

Caro Amigo F Rezende,
Sejas bem vindo a este espaço. Volta mais vezes. Os comentários de pessoas sérias melhora sempre a análise do tema do post, seja ele qual for.
Realmente, as pessoas devem ter personalidade e vida própria. A sua felicidade está dentro de si e não depende forçosamente de outros.E preciso analisar as condições circunstanciais e tomar as melhores decisões de entre as possíveis e viáveis. O relacionamento com os outros traz oportunidades de nos enriquecermos espiritualmente mas não nos dispensa de sermos responsáveis pela gestão da nossa vida, quer material quer na área dos afectos.
A chegada de alguém ao nosso apertado círculo de amigos é uma oportunidade que pode ser muito fértil de prazeres e alegrias, dependendo das interacções que se constituírem.

Um abraço
A. João Soares