quinta-feira, 7 de novembro de 2013

PESSOAS ADMIRADAS E RESPEITADAS 04


O destaque dado ao empresário Manuel Rui Azinhais Nabeiro pretende mostrar que esta série, em que se pretende destacar pessoas que o povo admira e respeita e que devem ser apontadas como exemplo, não se deve limitar a pessoas com formação universitária e não deve ignorar pessoas de bem, por terem mais modesta formação académica.

Há quem avalie com alta cotação um governo com vários professores universitários mas, depois, se desiluda com o desempenho muito aquém do esperado. Tal desengano tem uma explicação lógica: o cientista é um especialista que conhece a fundo um tema da sua predilecção mas dificilmente poderia adquirir informação sobre a totalidade do saber técnico e prático necessária para uma governação eficaz. Um dia, um sábio bom na sua especialidade mas também profundo pensador sobre tudo o que o cercava, ao ser interrogado sobre o seu maior desejo, respondeu: «trocar tudo o que sei, por metade daquilo que não sei.»

Rui Nabeiro, sem ter altos estudos, tem sido empresário exemplar, que pode servir de modelo a governantes, autarcas e outros empresários. Sente os problemas do pessoal da sua empresa e os dos habitantes de Campo Maior que o consideram amigo, familiar, um «pai». Tem colaboradores licenciados que, apesar da diferença da preparação escolar, têm por ele muita consideração, seguindo as suas linhas estratégicas que ele teve o cuidado de preparar depois de ouvir todos os que lhe podem dar opiniões e sugestões válidas. É um líder, um amigo, um gestor que respeita os seus colaboradores e é por eles respeitado.

Apesar de não poder mostrar diplomas é, sem dúvida, uma «pessoa admirada e respeitada» que constitui um modelo, um exemplo, a seguir em muitos aspectos.

Imagem do Google

2 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Não comento o texto referente a Rui Rio, mas não posso deixar de elogiar este senhor Nabeiro.
Figuras simples e dedicada, humanas e sociais. Não vivem pelo dinheiro mas pelo trabalho e pela amizade aos colaboradores.
Ele faz parte de um todo em que ser feliz é saber que os outros também são felizes e estão bem.
Precisávamos de homens como ele no governo da nação. Certamente não teríamos de ouvir tantos discursos sem gosto nem sabor.
Nao andariam tantos pulhas por aí à solta...

A. João Soares disse...

Caro Luís Coelho,

Obrigado por sublinhar o motivo que levou a colocar aqui este Homem, numa série de pessoas que devem ser consideradas exemplares em vários aspectos da sua vida. Ninguém é perfeito mas há pessoas como este Senhor que apresentam facetas exemplares a apontar como bom modelo. Transformou Campo Maior numa grande família harmoniosa.

Abraço
João