quarta-feira, 13 de abril de 2011

Portugal visto como país do terceiro mundo

O título deste texto é uma agressão muito dolorosa a um povo que se orgulha de ter dado o terceiro mundo ao mundo, «deu novos Mundos ao Mundo» . Mas é a visão do alto nível internacional traduzida pelo FMI.

Também é esta instituição de quem esperamos a sobrevivência que alerta para que se continuamos com as despsas sumptuárias dos nossos «boys» e «girls», assim vamos falhar défice até 2016 e sem cortes drásticos nas despesas desnecessárias e improdutivas, o défice poderá chegar aos 5,6% em 2011.

É preciso dar muita atenção às Dezenas de institutos públicos a extinguir e a onde se cortam as despesas públicas.

Imagem do Google

1 comentário:

Campista selvagem disse...

Meu caro.
É imprescindivel aver cortes,que comecem pelos excessos, que acabem com as mordumias,mas que não cortem nas obras publicas, caso contrário gastamos o mesmo em subecidios de esemprego, aumentamos a nossa divida e não deixamos nada de concreto aos nossos vindouros.
ividas já vamos deixar pelo menos eixemos alguma obra feita.