quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Número de deputados

Transcrição seguida de NOTA:

AR. PS não avança para já com redução de número de deputados
Destak. 01 | 02 | 2011 20.11H DESTAK/LUSA | DESTAK@DESTAK.PT

O Grupo Parlamentar do PS não vai avançar a prazo com qualquer iniciativa legislativa para rever o sistema eleitoral para a Assembleia da República, designadamente no sentido de reduzir o número de deputados.

Em entrevista ao Diário Económico, hoje publicada, o ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, admitiu a possibilidade de haver uma redução dos atuais 230 deputados e uma mudança no sistema eleitoral das legislativas para permitir uma maior aproximação entre eleitos e eleitores.

Na sequência da revisão constitucional de 1997, acordada com o PSD pelo próprio Jorge Lacão quando desempenha as funções de líder parlamentar do PS, passou a ser possível diminuir o número de deputados dos actuais 230 até 180, bastando para tal uma revisão do sistema eleitoral para a Assembleia da República.

No entanto, fonte da direção da bancada do PS considerou estar perante “uma reflexão pessoal” do ministro dos Assuntos Parlamentares, que não vincula nem o Governo, nem a bancada do PS”.

“Estamos abertos a fazer uma discussão série e profunda sobre essa matéria, mas, por enquanto, o Grupo Parlamentar do PS não tomará qualquer iniciativa nesse sentido”, frisou à agência Lusa o mesmo dirigente da bancada socialista.

Hoje, ao fim da tarde, o líder da bancada socialista, Francisco Assis, esteve reunido na Assembleia da República com o ministro dos Assuntos Parlamentares.

NOTA: Entretanto recebem-se reflexões que merecem ser objecto de meditação:

Os partidos deixaram de ser instrumentos de progressão do país e passaram a ser quase agências de emprego.

Cândido Ferreira

Quando o poder e o povo são adversários, tornam-se inevitáveis mudanças radicais.
Leonid Ivachov, general russo

Uma transição ordeira tem que ser significativa, tem que ser pacífica e tem que começar agora.
Recado de Obama a Mubarak em 01-02-2011

Imagem da Net

4 comentários:

A. João Soares disse...

Uma outra notícia sobre o tema:
Passos Coelho aplaude redução do número de deputados

Luís Coelho disse...

Ainda não entendi onde está a razão ou se existe alguma razão para tantos deputados e malabarismos de assembleia onde aparecem sempre os mesmos a falar.

Certamente alguns apenas fazem número

A. João Soares disse...

Caro Luís Coelho,
Como diz o médico Cândido Ferreira que se candidata a substituir Sócrates, os partidos são fundamentalmente agências de emprego para jovens com dificuldade em conseguir emprego por falta de qualidades. Há deputados que nunca abrem a boca a não ser para bocejar!!! Mas se a abrissem seria pior para o País. No momento das votações que mais lhes interessam há disciplina de voto e tanto faz estar 100 como apenas os chefes da bancada se tivesse o voto qualificado como nos condomínios em que cada fracção tem o voto equivalente à respectiva permilagem.

Mas eles querem tacho!!!

Abraço
Sempre Jovens

O Guardião disse...

Há que considerar os problemas de representação, mas lá que há gente que nada faz lá pelo Parlamento, isso salta aos olhos de todos.
Cumps