quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Desemprego sobe para 11,1%

Apesar das promessas da campanha eleitoral do anterior Governo do mesmo partido e do mesmo Primeiro-ministro de criar 150.000 postos de trabalho, a actual situação de desemprego é a traduzida pelas seguintes notícias:

Taxa de desemprego sobe para 11,1% no quarto trimestre
Taxa de desemprego ultrapassa os 11 por cento
Desemprego cresce à custa das mulheres e dos mais qualificados
PSD considera dados do desemprego “muito preocupantes”
BE diz que números denotam fracasso das políticas do Governo de combate ao desemprego
PCP acusa Governo de “incapacidade” para combater o desemprego

No entanto o Secretário de Estado, o mesmo da célebre TLEBS no anterior Ministério da Educação anterior, Valter Lemos, defende-se, como se se tratasse apenas de números e não de famílias sem sustento:

Secretário de Estado surpreendido com taxa de desemprego de 11,1%
Valores do desemprego são “elevados”, mas estão em desaceleração face a 2009
Valores do desemprego são “elevados”, mas estão em desaceleração face a 2009

Imagem da Net

3 comentários:

O Guardião disse...

A saúde da economia é proporcional aos números do emprego, e não o seu contrário, mas enquanto tiver mos uns quantos Valter Lemos por aí, continuaremos a ver uma classe dirigente a assobiar para o ar, até hever alguém que os corra de lá à paulada e não com o voto.
Cumps

A. João Soares disse...

Caro Guardião,

No meu teimoso optimismo ainda alimento uma réstia de esperança de que os actuais governantes abram os olhos para as realidades nacionais actuais e tomem medidas sensatas e inteligentes para recuperarem a economia, o emprego e a felicidade do povo, e evitem soluções como as utilizadas na Tunísia, no Egito e estão a esboçar-se no Iémen no Barhein, na Líbia, na Argélia e no Irão.

Esperemos que mostrem ter categoria para encararem soluções adequadas, para bem de Portugal.

Um abraço
João
Só imagens

A. João Soares disse...

Para haver «justiça social» e reduzir o fosso entre os mais ricos e os mais pobres, tema não debatido tanto como o necessário, surgiu agora a opinião do mega-milionário americano Warren Buffett. Devemos ler, meditar e divulgar a ideia.

"Parem de acarinhar os super-ricos", pede o milionário Warren Buffett