quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Barragem do Tua - 1


Querem destruir este património mundial da UNESCO, criando uma barragem que tudo submergirá. Fica-se com a impressão de que os responsáveis pelo País não têm capacidade de analisar os interesses nacionais de forma global, coerente e integrada. Ora se fala na energia eólica, como solução milagrosa, ora se refere o turismo cultural e paisagístico, ora se destrói um património mundial das UNESCO, que é uma paisagem única e que contribuía para o desenvolvimento do Turismo na bacia do rio Douro. Em que ficamos, senhores sábios políticos governantes e os que querem vir a sê-lo?

3 comentários:

Luiz Santilli Jr disse...

Só loucos desvairados podem pensar em destruir isso que vi, em seu filme!
Realmente a ignorância humana é ilimitada!

Campista selvagem disse...

É um problema, uma mueda duas faces, continuar a comprar petroleo ás cegas também não nos leva a lado nenhum.
Não podem parar tudo, caso contrário continuamos os bem comportadinhos e comemos pedras.
Ainda não me esqueci do caso das gravuras, hoje que as vai visitar, quem tanto lotou por elas deixa-as ao abandono.
não aceitaram o nuclear, corremos o mesmo perigo pois fica a uma centena da nossa fronteira a cintral Espanhola, no entanto continuamos a importar energia da mesma.
já chega de meninos bem comportados.

A. João Soares disse...

Amigos Luiz e Campista,

A decisão não é fácil. É preciso ponderar muito bem os diversos factores que influenciam as vantagens e os inconvenientes de cada alternativa.
Peço que leiam o comentário que fiz no post seguinte.

Abraços
João
Do Miradouro