terça-feira, 2 de março de 2010

Limpar Portugal com apoio do PR


Os responsáveis pela Operação LIMPAR PORTUGAL foram recebidos na Presidência da República e distinguidos pelo próprio Presidente que exteriorizou a sua satisfação por esta iniciativa, à qual se associou!

Desta forma apoiou a «bofetada com luva branca» que a população está a dar aos serviços do Estado e das Autarquias que têm responsabilidades na limpeza, saneamento e higienização do País quer urbano quer rural.

De uma correspondente da área de uma autarquia da grande Lisboa, recebi esta imagem bem característica da incompetência, desleixo, incapacidade, irresponsabilidae e falta de respeito pela população, da parte dos serviços públicos.

4 comentários:

Fernanda disse...

Querido amigo João,

Muito bem dito!
Sobretudo nas grandes cidades, com verbas gigantescas atribuídas às Autarquias, isso é inconcebível.
É desleixo total.

Beijinhos

A. João Soares disse...

Querida Ná,

É preciso tomarmos consciência de que isto não depende apenas de dinheiro ou das autarquias. É preciso criar espírito de civismo e cidadania nas pessoas, para NÂO CONSPURCAREM o ambiente, para denunciarem quem suja e as autoridades que fecham os olhos. A actuação destas de imediato pode permitir identificar o infractor e aplicar-lhe coima e obrigação de limpar.
Por exemplo é grave que num concelho limitrofe de Lisboa, se tenha criado uma lixeira de escombros e entulhos ao lado da CREL ao ponto de um dia desabar e encerrar a via ao trânsito durante cerca de um mês. O que fizeram os ficcais do ambiente durante tanto tempo? E essa empresa tem contratos com a Câmara, o que devia implicar uma maior vigilância sobre os seus comportamentos.

Beijos
João

Luis disse...

Caríssimos Amigos,
O lixo que por aí prolifera é também sinónimo de desarranjo mental da sociedade actual. Normalmente isto acontece em estados de depressão, que é o caso em que o nosso Povo vive há muitos anos a esta parte! Ainda me lembro, em tempos idos, de sermos elogiados pela limpesa que apresentavamos nas nossas Terras, agora é o que se vê...
Um abraço amigo.

A. João Soares disse...

Meu caro Luís,

Pode não se lhe chamar depressão, ou falta de boa educação, de civismo de respeito pelos outros, Mas é um problema complexo de causas alargadas que não pode ser resolvido com mesinhas que actuem pontualmente. Isto precisa de uma grande barrela que elimine todas as espécies de toxinas sociais.
E por ser complexo é que os políticos não têm capacidade nem competência nem vontade de resolver.
Qual seá a profundidade do buraco em que estamos a cair?

Um abraço
João