segunda-feira, 24 de outubro de 2011

O que se pode e deve CORTAR...


Será que os portugueses vão aceitar que o Governo prefira, começar por cortar os subsídios de férias e de Natal? Talvez... para manter os «jobs for the boys». Quais são na realidade os objectivos dos governantes?

4 comentários:

O Guardião disse...

A classe política, actual e recente, perdeu a sua autoridade pois foi, toda ela, a responsável pelo estado da economia e pelas "gorduras" do Estado, como agora lhe chamam. Quantas nomeações fizeram e quantos amigos colocaram no aparelho do Estado? Quantos benefícios aprovaram para a própria classe, que estão muito para além do que auferem os restantes portugueses.
Cumps

A. João Soares disse...

Caro Guardião,

Esse parasitar transformou-se num vício e, como tal, tem tendência a agravar-se. Foi crescendo, crescendo e, agora, é necessária coragem de herói para cortar as gorduras e moralizar a máquina do Estado. O argumento da legalidade é mais uma falácia. A legalidade nada tem de moralidade ou de lógica generosa para os cidadãos, ela tem sido criada pelos legisladores (políticos) sem controlo independente e feita à medida dos interesses dos seus autores e de quem servem - os «boys», os capitalistas, grandes empresas, bancos. etc.

Para purificar o regime, o Governo sujeita-se a perder os votos dos seus «camaradas». Mas não devem esquecer que se explicarem ao povo os efeitos do seu trabalho, podem ganhar mais votos do que os que perdem no seu bando.

Abraço
João

Táxi Pluvioso disse...

Ah! este grande dirigente! o seu maior desgosto foi não ter sido primeiro-ministro. Ele ia lançado mas depois tiraram-lhe o tapete.

A. João Soares disse...

Caro Táxi Pluvioso,

As boas sugestões e propostas são boas achegas para o «diálogo construtivo», que o Conselho de Estado aconselha. Oxalá os decisores tomem em consideração aquilo que lhes é dirigido.
Quanto a tirar o tapete é um hábito muito em voga no partido desde há vários anos. Elegem supostamente o melhor mas, no dia seguinte, começam a abris valas no seu itinerário para o obrigarem a cair!!!

Abraço
João