quarta-feira, 4 de abril de 2007

O Interior abandonado pelo Governo

Um texto muito explícito evidenciando uma situação extremamente preocupante. É certo que o litoral acumula o maior número de eleitores, mas os partidos deviam pensar em algo mais do que votos, deviam pensar mais no País, nos cidadãos, como pessoas..

Portugal está mais estreito

Cá se fazem..., Paulo Baldaia, Chefe de Redacção do Jornal de Notícias

Se olharmos individualmente para a reforma da Justiça, podemos aceitar que a falta de dinheiro nos cofres públicos justifica que sejam fechados alguns tribunais.

Se fizermos o mesmo em relação à reforma das polícias, podemos concluir o mesmo. E se seguirmos na análise para a reforma da Educação, também podemos perceber a lógica dos encerramentos. E carregamos na mesma tecla quando falamos da Saúde.

Mas, que diabo!, por que será que quando olhamos para todas estas reformas em conjunto, e colocamos pontinhos negros nos locais onde vão encerrar serviços públicos, ficamos com a sensação de que o país está a ficar mais estreito?

O Interior do país, em 30 anos de democracia, pouco mais recebeu do que estradas que conduzem ao Litoral ou à vizinha Espanha.

O Litoral já está superlotado, mas vive sob a ameaça de receber cada vez mais "refugiados" do Interior, e Espanha não pode valer-nos para tudo.

É fácil atravessar a fronteira para fazer compras ou meter gasolina. Também não parece muito complicado ter filhos nas maternidades de "nuestros hermanos". Mas não estou a ver como é que os espanhóis vão julgar os nossos crimes ou ensinar os nossos alunos. Voltamos a empurrar os portugueses do Interior para o Litoral.

É claro que o Estado tem de gastar menos, mas não é nada claro que tenhamos de continuar a viver com uma visão centralista em que os investimentos acontecem, apenas, em Lisboa e nas restantes grandes cidades do Litoral.

É a "pescadinha de rabo na boca" desinveste-se no Interior porque já tem pouca gente e as pessoas fogem para o Litoral porque é aí que o poder político investe.

É preferível vender a faixa interior aos espanhóis; pode ser que o movimento de "refugiados" se inverta. Quem é que não gostaria de viver em Espanha?!

2 comentários:

al cardoso disse...

Gostaria de publicar esta entrada no meu "blog" diga-me se posso e como.

A. João Soares disse...

Caro Albino,

Nada obsto a que o faça.
E, embora não seja perito, vou dizer-lhe como faço. Se encontrar melhor solução agradeço que me ensine.
Aberto o artigo que quer copiar,
1. Seleccione com o botão direito do rato, arrastando desde o início até ao fim da parte a copiar.
2. Depois, faça clique com o botão direito e, na caixa de diálogo que aparece, clique em «copiar»
3. Abra o Blogger do seu blog, clique em «novo post», seleccione à direita «Compose» (ou escrever?) que deve ficar em fundo cinzento (e deixando (edit html em azul)
4. Colar o texto que antes tinha copiado.
5. No fundo escreva «Para ler mais clique aqui».
6. A fim de «clique aqui» ou apenas «aqui» passar a funcionar como link, faça o seguinte:
a. seleccione estas duas palavras ou aquela que pretender,
b. faça clique no «desenho» esverdeado da barra de ferramentas que quando o apontar diz «link».
c. Na caixa que aparece, cole e cima de http o URL do local onde quer que se vá ler mais e depois em OK.
d. Para obter o URL de um artigo, faça clique sobre o título e espere que apareça no cimo do ecrã o URL. Copie, utilizando o botão direito do rato, para depois o colar na janela atrás referida
7. Depois, clique em publicar, como faz normalmente quando coloca um post.
8. Verifique como ficou e se o link funciona. Se tiver dúvidas envie um e-mail pormenorizando.
Um abraço

P.S.: Creio que tudo será mais fácil se copiar esta minha entrada até ao fim, incluindo «Ler mais». Como aqui já vai o link, depois quando nele fizer clique aparecerá logo o resto deste texto no Do Miradouro. Experimente e diga o resultado.