quinta-feira, 3 de maio de 2012

Promoção genial do Pingo Doce

Transcrição de texto recebido por e-mail reenviado, sem identificação do autor do texto. Seguida de NOTA.

Enviaram-me um pequeno filme do Ricardo Pereira a gozar com o Pingo Doce, o mesmo é dizer, com o Soares dos Santos. O meu comentário foi este:

O Ricardo Pereira viu como viu ...
Eu vi assim.

Quando na TV notei as bichas assustei-me. A malta começou a passar-se, pensei. Depois, fui observando o desenvolvimento e alterei o meu pensamento para:

Magnifico estratega este Soares dos Santos. Duma penada, em meio dia:

1º - Atirou com os sindicatos para o caixote do lixo
2º - Conseguiu um financiamento imediato, sem intermediação bancária
3º - Obteve uma intensa promoção TV, do Pingo Doce, a custo zero

Claro está que a matula de esquerda não gramou que lhes roubassem a festa. Mas em tempo de guerra não se "limpam armas". 20 valores ao Soares dos Santos.

Não é por acaso que as acções da Jerónimo Martins, que cotavam a 3 euros no início da crise, hoje rondam os 15. Só 5x mais !!! É obra !!! Os seus accionistas não foram defraudados

NOTA: Em contrapartida, os consumistas morderam estupidamente o isco, Muitos deles, comprando variedade e quantidade de produtos de que não têm verdadeira necessidade, muitos dos quais acabando por ir para o lixo. O fenómeno é o mesmo em relação à organização das prateleiras das grandes superfícies que atraem a cobiça dos incautos que, muitas vezes, pretendendo comprar um artigo de primeira necessidade, acabam por levar para casa o carro cheio de coisas sem verdadeira utilidade, tendo sido engodados pela aparência, pela publicidade e pela colocação à altura dos seus olhos.
Soares dos Santos dá um bom exemplo de gestão inteligente, mas os consumidores precisam de aprender a gerir criteriosamente o seu dinheiro.

Imagem de arquivo

5 comentários:

Zé Povinho disse...

O texto é uma completa tolice e o prejuízo foi muito superior aos eventuais ganhos. Claro que percebemos bem quem goste de ver um povo humilhar-se para satisfazer as suas necessidades, mas para esses que julgam estar acima destas fraquezas e necessidades resta tão só o desprezo.
O 1º de Maio já existia no tempo da ditadura e contudo sobreviveu, portanto não será um Soares dos Santos que irá acabar com ele. O interessante seria mesmo saber qual a agenda de quem engendrou esta manobra precisamente para aquele dia, mas isso eles não o vão confessar.
Abraço do Zé

A. João Soares disse...

Caro Zé Povinho,

Quanto ao ponto 1º, se houve intenção de medir forças ou prejudicar as manifestações dos sindicatos, foi um golpe baixo que não prestigia quem o arquitectou.
Quanto aos pontos 2º e3º foi a exploração de um feriado de forma a obter bons efeitos na gestão da empresa.

Quanto à reacção do povo, ela é uma prova da sua muito deficiente preparação para bem gerir a vida pessoal. Evidencia o mau resultado do sistema de ensino, o qual, por isso, mostra estar mal organizado. As pessoas não sabem definir prioridades para o emprego do seu dinheiro quando é limitado e não chega para o essencial e mais as fantasias.

Provavelmente, muitos dos que se consideraram beneficiados por esta promoção, torcerão a orelha com arrependimento antes do fim do mês.
Quem abusou de tal ignorância e incompetência de gestão não chega a arrepender-se da exploração dos consumidores por ter a consciência embutida e viciada pela ambição do lucro.

Abraço
João

André Miguel disse...

Muito bem.
Um dos comentários mais sensatos que já li sobre o tema.

O Guardião disse...

Li atentamente os argumentos e não creio que tenha sido inocente a escolha do 1º de Maio, nem que tenha sido a mera exploração dum feriado para obter bons efitos de gestão, porque foi uma operação ruinosa que nem o encaixe de uma verba avultada num curto espaço de tempo pode esconder. O resultado mais nefasto é o impacto negativo no pequeno comércio e o consequente desemprego, e isso não importa ao Soares dos Santos nem à sua equipa de marketing.
Cumps

A. João Soares disse...

Atenção à notícia:

Bruxelas não vê violação das regras na campanha do Pingo Doce